7 de fev de 2012

Os Morcegos



Os morcegos são mamíferos da ordem dos quirópteros (Chiroptera, do termo grego cujo significado significa “mãos aladas”). Compreendem uma ordem bastante diversa, que agrupa mais de 400 espécies.

Figura: Exemplos da diversidade de morcegos
Click na figura para ampliar

São os únicos mamíferos verdadeiramente voadores. Os morcegos e as aves são os únicos vertebrados que conseguem voar graças a uma adaptação em comum, os membros anteriores transformados em asas. Este aspecto corresponde a um caso de convergência adaptativa, um processo que seres de classes taxonômicas distintas possui característcas semelhantes.

Outra característcas típica dos morcegos é a ecolocalização, a capacidade de orientar-se e reconhecer os objetos mediante um mecanismo acústico, uma espécie de sonar.

Como os morcegos evoluíram?

Os aspectos evolutivos dos morcegos são imprecisos no registro fóssil. Mas provavelmente, entre os mamíferos atuais os mais semelhantes aos ancestrais dos morcegos são os mamíferos insetívoros.
Como os morcegos, alguns mamíferos da ordem insetívora são pequenos, arborícolas, noturnos, com capacidade visual reduzida compensada pela ecolocalização. Talvez estes insetívoros possuíssem patas palmadas, o que permitiam que eles realizassem curtos saltos com queda controlada.
Figura: Representação de uma mamífero da ordem dos insetívoros com características dos ancestrais dos morcegos: hábitos noturnos, pequenos, olhos reduzidos, atividade ecolocalizadora capaz de localizar insetos em uma noite escura  

A força evolutiva que pode ter selecionado a capacidade de vôo dos morcegos ancestrais pode ter sido uma adaptação dos insetos a predação das aves. A principio os insetos tinham hábitos diurnos, mas com o surgimento das aves, predadores visuais por excelência, os insetos capazes de realizar suas atividades no período noturno passaram a ter uma vantagem adaptativa. Os mamíferos insetívoros com capacidade de ecolocalização ocuparam este nicho ecológico vago, a capacidade de capturar insetos noturnos, reduzindo a competição com as aves diurnas.
Figura: Estágios da evolução das asas dos morcegos a partir de um mamífero da ordem dos insetívoros.

As adaptações aerodinâmicas ao vôo parecem ter sido a seleção de corpos leves, redução de tamanho das patas posteriores e patas anteriores amplas com uma membrana entre os dedos para providenciar uma grande superfície de contato com o ar.

As asas dos morcegos são semelhante a das aves?

Aves e morcegos são vertebrados que possuem asas capazes de sustentar vôo coordenado. Mas as asas dos morcegos são muito distintas das aves. As asas do morcego são patas anteriores grandes em relação ao tamanho do corpo, especialmente pelo grande tamanho de algumas falanges (ossos dos dedos). Entre o pescoço e a cauda, sustentada pelas grandes falanges, há uma membrana fina que oferece ampla superfície de contato com o ar, chamada petágio. A membrana das asas é muito sensível a informações de pressão do ar, pois possuem muitas terminações nervosas e órgãos de irradiação de calor pela intensa vascularização que possuem.

Figura: Morcego exibindo suas asas. Note que as asas são formadas por uma fina membrana que se estende da região do pescoço até a cauda, sustentada principalmente por dois longos dedos das patas anteriores. 

Todos os morcegos são sugadores de sangue?

Muitas pessoas relacionam morcegos com vampiros, animais que se alimentam de sangue. Embora realmente algumas espécies sejam hematófagas (consumidoras de sangue), a grande maioria das espécies apresenta outros hábitos alimentares: insetívoros, frugívoros, polinívoros e carnívoros.

Figura: Morcego hematófago sugando o mamilo de uma porca.

Figura: Morcego insetívoro capturando inseto.

Figura: Morcego frugívoro se alimentando de uma banana.

Figura - Morcego polinívoro com língua extensível, uma adaptação ao hábito alimentar. 

Figura: Morcego carnívoro alimentando-se de uma pequena rã.


Como os morcegos se orientam na escuridão?

Os morcegos emitem durante o vôo, pela boca e pelo nariz, sons ultra-sônicos inaudíveis aos humanos. Estes sons ao baterem sobre superfícies imóveis e móveis retornam a ampla orelha dos morcegos. A detecção deste eco permite aos morcegos o vôo coordenado de uma reunião de morcegos, detectarem movimento de objetos, sua forma e dimensão.

Figura: Esquema da ecolocalização dos morcegos.

Figura: As grandes orelhas dos morcegos são uma adaptação a captação de ecos de sons por eles emitidos.

Por que morcegos vivem em cavernas?

Muitos morcegos vivem em cavernas, especialmente durante o dia para se refugiarem da predação de aves de rapina, como falcões e gaviões. Alguns vivem em penhascos, em espaços entre rochas e em galhos de florestas densas. Os morcegos podem se adaptar a presença humana, se refugiando durante o dia em telhados, celeiros, túneis, debaixo de pontes e pontos protegidos de muros.

Por que os morcegos dormem pendurados e enrolados nas asas?


Dormir pendurado é importante para os morcegos pois eles se colocam em uma posição elevada o que permite o voo, visto que eles não possuem asas potentes que permite faze-lo diretamente a partir do solo. Quando um morcego está no solo, ele tem que escalar as pedras ou o tronco de árvores para se posicionarem em um altitude favorável ao início do voo. O solo de uma caverna pode abrigar muitos predadores, se posicionar no teto é uma maneira de evitá-los. O solo de uma caverna é uma região muito fria e úmida, pela ausência de incidência dos raios solares e enxurrada da chuva, o que dificulta a manutenção do calor corporal dos morcegos. Se pendurar no teto da caverna e em suas paredes afasta os morcegos do solo frio diminuindo a perda de calor para o meio. A fim de auxiliar na manutenção do calor, os morcegos exibem outro comportamento curioso, se enrolam completamente com suas asas durante o repouso. 

Figura: Morcego fixado no teto de uma caverna durante o dia enrolado em suas asas para manter o corpo aquecido. 

Sugestão de vídeo: 

Como funcionam os morcegos (parte 1 de 2)

Como funcionam os morcegos (parte 2 de 2)


Para citar esta postagem:

Faqbio: Apoio ao estudo de biologia - "Os morcegos " - http://faqbio.blogspot.com/2012/02/os-morcegos-os-morcegos-sao-mamiferos.html



5 comentários: