9 de out de 2011

SUPER ZOOM EM UM CAMARÃO


Legenda:
CT = cefalotórax
Ab = abdômen
Ro = rostro
Op = olhos compostos pedunculados
Te = télson
An = antenas
Ant = antênulas
Ma = maxilípodes
Pa* = Quelípodes (pata preênsil)
Pa = patas ambulacrárias
Ur = Urópodes (patas modificada em cauda natatória)

Um camarão é artrópode da classe dos crustáceos. Nesta classe o corpo é dividido em dois grandes segmentos, um cefalotórax e um abdômen.
O cefalotórax nos crustáceos é revestido por uma grossa carapaça quitinosa, às vezes impregnada com carbonato de cálcio, o que torna o exoesqueleto mais reforçado. No inicio do cefalotórax há um prolongamento pontiagudo chamado rostro. O cefalotórax possui um par de olhos compostos ligados por um pedúnculo móvel.
Figura. Detalhe no cefalotórax de um camarão. O prolongamento é o rostro e os olhos compostos estão conectados a pedúnculos.

Os apêndices cefalotoráxicos são numerosos e diversificados. Há dois pares de antenas com função sensorial táctil, gustativa e de equilíbrio, as antenas menores são chamadas de antênulas; um par de mandíbulas ao redor da boca usadas para triturar o alimento; dois pares de maxilas para manipular o alimento; três pares de maxilípedes utilizados como órgãos sensoriais tácteis e gustativos e para manipular os alimentos; cinco pares de patas ambulacrárias, sendo que o primeiro par é modificado na forma de uma pinça usada como órgão de defesa e ataque (quilópodes), as demais patas servem a locomoção.
O abdômen é segmentado e cada segmento possui um par de patas natatórias chamadas pleópodes. Além de servir a natação, os pleópodes geram correntes de água para oxigenar as câmaras brânquias e carregam ovos e filhotes. O último segmento do abdômen possui um prolongamento chamado télson e um par de urópodes que servem a natação e protegem os ovos.
Figura. Detalhe nas patas abdominais (pleópodes) carregando ovos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário