9 de ago de 2013

Vídeo aula - Citologia: os ribossomos



Olá eu sou o professor Marco Nunes e esta é mais uma aula de citologia do FAQBIO, apoio no estudo de Biologia. Esta aula é sobre os ribossomos

Os ribossomos

As células realizam a maior parte das reações químicas do seu metabolismo no citoplasma, muitas vezes através de estruturas citoplasmáticas chamadas organelas celulares. Neste sentido, destacam-se os ribossomos que são organelas não membranosas com o aspecto de pequenas granulações que estão presentes nas células de todos os seres vivos, ou seja, tanto em células procarióticas como em células eucarióticas. Os ribossomos são responsáveis pela síntese de proteínas, entre elas muitas enzimas que agem no metabolismo celular. 

Vamos deixar bem claro: os ribossomos são organelas não membranosas presentes em todos os tipos celulares responsáveis pela síntese proteica.

Constituição química e estrutura dos ribossomos

Do ponto de vista químico os ribossomos são constituídos por moléculas de RNA ribossômico associado a várias proteínas, portanto pode se dizer que possuem uma constituição riboprotéica.

Estruturalmente um ribossomo é formado por duas partes, chamadas subunidades, uma maior e outra menor, que se unem para formar um ribossomo funcional, capaz de sintetizar proteínas. Os ribossomos procariotos e eucariotos são muito semelhantes, porém os ribossomos dos eucariotos são maiores.

Origem dos ribossomos

Os ribossomos são formados a partir de trechos específicos do DNA que são responsáveis por coordenar a síntese de RNA ribossômico. Nas células eucarióticas, o RNA ribossômico irá formar a partir de regiões de alguns cromossomos chamadas regiões satélite (SAT) ou também chamados regiões organizadoras do nucléolo (NOR). Depois de produzidos a partir do DNA, as moléculas de RNA ribossômico se agruparam em estruturas nucleares chamadas nucléolo, onde as duas subunidades serão formadas separadamente e se associaram a proteínas e seguiram para o citosol para se unirem e formarem um ribossomo funcional capaz de produzir proteínas.

Distribuição dos ribossomos nas células
Os ribossomos nas células procarióticas ocorrem de forma livre mergulhados no citosol. Nas células eucarióticas ocorrem em três locais: mergulhados no citosol, estes ribossomos são chamados de ribossomos livres, aderidos à membrana do retículo endoplasmático rugoso e no interior de algumas organelas celulares como as mitocôndrias e os cloroplastos das células eucarióticas vegetais. Os ribossomos livres produzem proteínas utilizadas no interior da célula. Os ribossomos aderidos à membrana do retículo endoplasmático produzem proteínas que a princípio ficarão armazenadas no retículo endoplasmático para depois serem encaminhados ao complexo de Golgi para sofrerem modificações e posteriormente enviados para serem inseridos na membrana celular ou serem secretadas ou exportadas para fora da célula. Os ribossomos encontrados no interior das mitocôndrias e cloroplastos produzem as proteínas destas organelas.

A produção de proteínas pelos ribossomos

A produção de proteínas pelos ribossomos é coordenada a partir de informações armazenadas no DNA. Nas células eucarióticas a maior parte do DNA está presente no interior do núcleo celular e os ribossomos que são o local da síntese proteica estão no citoplasma. Para coordenar à síntese proteica a informação genética contida no DNA é expressa na forma de moléculas de RNA mensageiro, este processo é chamado transcrição. Após sua transcrição as moléculas de RNA mensageiro seguem do núcleo para o citoplasma atravessando os poros da carioteca. No citoplasma se associam aos ribossomos livres ou aos aderidos à membrana do retículo endoplasmático rugoso. Após a associação do RNA mensageiro com os ribossomos outro tipo de RNA, o RNA transportador, transportará até os ribossomos a matéria prima para a produção de proteínas, os aminoácidos. No interior dos ribossomos enzimas ribossômicas facilitam a ligação química entre os aminoácidos formando as proteínas. A síntese de proteínas a partir da informação contida no RNA mensageiro é chamada tradução.

Vamos reforçar: DNA formando RNA é transcrição. RNA mensageiro coordenando a síntese de proteínas nos ribossomos é a tradução.

Às vezes uma mesma molécula de RNA mensageiro se associa a vários ribossomos ao mesmo formando uma espécie de colar de ribossomos, chamado polirribossomos. A formação de polirribossomos acelera a produção de moléculas proteicas no citoplasma.

Resumindo:
Os ribossomos são organelas não membranosas na forma de pequenos grânulos de RNA ribossômico associados a proteínas, encontrados em todos os tipos celulares, responsáveis pela síntese de proteínas. Nas células procarióticas são encontrados livres no citosol, nas eucarióticas podem ser encontrados também associados ao retículo endoplasmático rugoso e no interior de mitocôndrias e cloroplastos.

Os processos de transcrição e tradução serão retomados e aprofundados em outras aulas aqui no FAQBIO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário