2 de jul de 2013

Lâminas de Histologia: Placa Epifisária


Em um osso longo, como o úmero localizado no braço, as extremidades são chamadas de epífises, a porção longa, cilíndrica do osso é a diáfise. Entre a epífise e diáfise há uma região chamada metáfise. Na metáfise de ossos com capacidade de crescimento em comprimento há uma região cartilaginosa, chamada placa epifisária. A placa epifisária também é chamada de disco epifisário, disco de crescimento ou cartilagem de conjunção. A placa epifisária é uma camada de cartilagem hialina que permite ao osso crescer em comprimento.

A placa epifisária é formada por quatro zonas:
  1.        Zona de cartilagem em repouso
  2.        Zona de cartilagem em proliferação
  3.        Zona de cartilagem hipertrófica
  4.        Zona de cartilagem calcificada

Na zona de cartilagem em repouso próxima a epífise óssea possui pequenos condrócitos no interior de lacunas distribuídos de forma dispersa. Nesta zona eles não influenciam no crescimento ósseo, por isto é denominado zona de repouso.

Na zona de cartilagem em proliferação os condrócitos aumentam ligeiramente de tamanho e realizam sucessivas divisões celulares, aumentando muito em número e dispostos em fileiras.

Na zona de cartilagem hipertrófica os condrócitos aumentam muito de tamanho e continuam dispostos em fileiras.

A multiplicação dos condrócitos na zona de proliferação e o seu crescimento na zona de cartilagem hipertrófica produzem o crescimento da diáfise do osso longo.

Na zona de cartilagem calcificada os condrócitos estão mortos devido a calcificação da matriz ao seu redor.

Abaixo da zona de cartilagem calcificada ocorre uma zona de calcificação onde osteoclastos dissolvem a cartilagem calcificada e osteoblastos e osteócitos produzem uma matriz óssea que une firmemente a placa epifisária a diáfise.


Entre as idades de 18 a 25 anos as placas epifisárias dos ossos longos calcificam influenciadas pelos hormônios sexuais, estrogênio nas mulheres e testosterona nos homens. Em seu local resta somente uma linha epifisária. A partir da calcificação da placa epifisária cessa o crescimento e comprimento dos ossos longos.

3 comentários:

  1. Eu sou estudante de biologia e adorei a metodologia, termos conhecidos, bem explicado e sem muitos rodeios, o que permite a pessoa entender de forma e prática e curiosa. parabéns. nossa precisamos que os estudantes tenham oportunidade de visitar essa página. Eu amei!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito bem explicado e extremamente bem feito o vídeo e sua edição.http://faqbio.blogspot.com/logout?d=https://www.blogger.com/logout-redirect.g?blogID%3D6141736954210933152%26postID%3D5669686775274809481

    ResponderExcluir
  3. Muito bem explicado! Temos corretos e linguagem direta e didática

    ResponderExcluir