28 de fev de 2012

Quando um peixe não é um peixe? (mimetismo)



O que você está vendo na foto acima? A resposta parece óbvia: um mexilhão (molusco bivalve) e um pequeno peixe! Mas isto não está correto! O que é mostrado na foto é somente um animal, um mexilhão. E o peixe? Não há peixe na foto, o que parece um peixe é uma parte do corpo do mexilhão.

Moluscos possuem o corpo dividido em uma cabeça, uma massa visceral e um pé. Nos moluscos bivalves a cabeça não é diferenciada, a massa visceral é a parte que abriga os órgãos vitais, está dentro da concha, e o pé é uma estrutura muscular achatada utilizada para enterrar o molusco no sedimento. O tegumento dos moluscos é chamado manto e é responsável pela produção da concha.  
  
Figura: Molusco bivalve com o pé muscular projetado para fora da concha.

Em alguns moluscos do gênero Lampsilis, como o mostrado na 1ª foto, o manto possui projeções externas sobre pé, uma modificação que resulta em uma estrutura que se assemelha ao pequeno peixe, com estruturas que lembram nadadeiras, cauda e olhos e inclusive realiza movimentos como se fosse um peixe.

Significado da adaptação

Muitos moluscos bivalves de água doce após produzirem seus óvulos os guardam dentro do corpo e recebem os espermatozóides liberados na água pelos machos das redondezas. Após a fecundação os ovos iniciam o desenvolvimento embrionário em uma espécie de bolsa (marsúpio) localizada no manto. Quando as larvas estão formadas elas são liberadas na água para procuraram pequenos peixes e penetrarem nas brânquias para serem transportados pelos peixes facilitando a dispersão pelo ambiente.

Figura: Molusco bivalve de água doce lança na água suas larvas que penetram nas brânquias do peixe e são transportados pelo ambiente facilitando a dispersão pelo ambiente.

Em alguns moluscos do gênero Lampsilis, que possuem a estrutura semelhante a um peixe, a reprodução ocorre da forma descrita acima, mas com uma vantagem adicional, a imitação do peixe funciona como uma isca que atrai peixes carnívoros. Quando a cauda da isca é mordiscada pelo peixe verdadeiro, o molusco expulsa um jato de água na boca do peixe contendo as larvas que após engolidas de prendem as brânquias do peixe.

Vídeo ilustrando o “peixe-isca” (imitação) atraindo um peixe carnívoro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário